Credenciada e Autorizada pelo Conselho Municipal de Educação
 

Educação Física:

A lei 9394/96 atrela a Educação Física ao Projeto Político Pedagógico (PPP). 

Segundo Sayão (2001) a análise dos pressupostos teóricos que fundamentam a Educação Física na Educação Infantil, evidencia a Psicomotricidade como o referencial “capaz” de dar conta da especificidade do trabalho pedagógico junto às crianças pequenas. Até porque a Psicomotricidade desconhece as diferenças de gênero, etnia, classe social, entre outras, trazendo, desde a sua formação, uma ideia de movimento como apoio das aprendizagens de características cognitivas. 

A Educação Física na Educação Infantil tem como recurso pedagógico usar o movimento, para que a criança obtenha sucesso em outros campos de conhecimento O respeito à diversidade cultural dos meninos e meninas, leva-nos a perceber que há diferentes formas de se movimentar e que estas linguagens de movimento expressas pelas crianças, quando em interação umas com as outras, contribuem para a produção da cultura infantil consolidar em valores como a criatividade, a ludicidade e a alegria.

Assim como conteúdo trabalhar as habilidades motoras (movimentos estabilizadores-equilíbrio e movimentos axiais de abduzir, aduzir, rotação, flexionar e estender, mantendo o corpo estável- movimentos locomotores -andar, correr, saltar, escalar- e habilidades manipulativas - pegar, arremessar e chutar), ritmo, noções de espaço, tempo, lateralidade, educação dos sentidos, As valências físicas trabalhadas nas aulas de Educação Física são força, flexibilidade, velocidade, agilidade, realizando estas atividades de forma recreativa e orientada.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

CAUDURO, Maria Teresa. Motor... Motricidade... Psicomotricidade... Como entender? Novo Hamburgo; Feevale, 2002. 
SAYÃO. Deborah. A Educação Física na Pré-Escola: Principais influências teóricas. . In Anais do X Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte. Goiânia, 1997.


Professor Diego d `Avila Araujo